A voz de Deus

1633418

A religião cumpre o seu papel em trazer à terra o que é inacessível aos homens. Mas que isto seja na forma que todos entendam. Óbvio! No mais recente acontecimento , o líder católico Ratzinger recomendou que a missa fosse em latim. Esta idéia foi inicialmente declarada em sua entrevista a Raiymond Arroio em 5 de setembro de 2003. Oras!… Latim é uma língua morta! Ninguém fala latim em nenhum lugar do mundo. Missa em latim será um solitário discurso na liturgia católica. Nesta decisão, a missa católica estará conversando com o próprio umbigo. A decisão de Ratzinger é a expressão inequívoca do desejo do não entendimento, da não comunicação e da perda do diálogo com o mundo. A “voz de Deus” não pode ser morta! Talvez com esta decisão o papa deseja impressionar. Mas, impressionar quem? O analfabeto do sertão nordestino? Ou o africano faminto que não sabe escrever nem o próprio nome? Até padres da Canção Nova (católicos carismáticos) podem dar umas aulinhas de comunicação aos pseudo-intelectuais do catolicismo tradicional, antes que reinventem também a fogueira aos hereges neste processo-retrocesso.

 

Autor: Professor JUDSON SANTOS

 

ATENÇÃO!

Todos os direitos autorais reservados. Nenhuma parte das publicações neste site não pode ser reproduzida, armazenada ou transmitida de qualquer forma e por quaisquer meios sem a autorização prévia do autor.

Compartilhe!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *